Juara (MT), 25 de junho de 2019 - 22:45

? ºC Juara - MT

Saúde

04/06/2019 06:08 R7

Vacinação contra gripe atinge 76% entre crianças e gestantes

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (3) que 4,2 milhões de crianças e gestantes ainda não se vacinaram contra a gripe. De acordo com balanço divulgado pela pasta, a cobertura vacinal está em 76% nos dois grupos e ainda não atingiu a meta 90% de vacinação contra o vírus Influenza.

São 3,7 milhões de crianças e 514,5 mil de gestantes que deixaram de se proteger contra a gripe. A partir desta segunda-feira (3), toda a população pode se vacinar contra a gripe nos postos do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Além de crianças e gestantes, também estão abaixo da meta de vacinação os trabalhadores da área de saúde, com 80,4%, as pessoas com comorbidade (75,6%), a população privada de liberdade (61,7%) e os profissionais das forças de segurança e salvamento (38,9%).

Segundo o Ministério da Saúde, todos os grupos prioritários ainda podem se vacinar contra a gripe até acabarem os estoques da vacina.

Meta

De acordo com o ministério, entre os grupos que atingiram a meta de 90% estão os funcionários do sistema prisional (105,7%), as puérperas, que são as mulheres com até 45 dias após o parto (96,6%), professores (93,8%), indígenas (92,2%) e idosos (90,4%).

 

"A escolha do público prioritário no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), por serem grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. A vacina é a forma mais eficaz de evitar a doença", informou o ministério.

Entre os estados, oito conseguiram bater a meta de 90%: Amazonas (100,1%); Amapá (99,3%); Pernambuco (95%); Espírito Santo (93,6%); Rondônia (94%); Maranhão (93,5%); Rio Grande do Norte (92,3%) e Alagoas (93,4%). O balanço nacional da campanha ficou em 81,1% de cobertura.

O estado com mais baixo índice de cobertura é o Rio de Janeiro, com 66,33%, seguido por São Paulo, com 73,78%.

De acordo com o Ministério da Saúde, neste ano, até 11 de maio, foram registrados 807 casos de síndrome respiratória aguda grave por influenza em todo o país, com 144 mortes. Até o momento, o subtipo predominante de gripe no país é o vírus Influenza A (H1N1) pdm09, com 407 casos e 86 óbitos.

Segundo a pasta da Saúde, já foram disponibilizadas 9,5 milhões de unidades da vacina para o atendimento da população neste ano. O tratamento deve ser feito, preferencialmente, nas primeiras 48 horas após o aparecimento dos sintomas.

Alumínio na vacina da gripe causa algum problema? Não. De acordo com o pediatra Renato Kfouri,da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), algumas vacinas possuem alumínio como um potencializador da resposta imune, melhorando os resultados da vacina. Porém, a quantidade colocada nos imunizantes é mínima, não causando problemas para a saúde. "As quantidades de alumínio em vacinas são menores do que as presentes em alguns alimentos", afirma o médico.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo