Juara (MT), 12 de dezembro de 2018 - 11:57

? ºC Juara - MT

Policia

18/03/2018 12:19 Acesse Notícias

Meliantes invadem propriedade rural de Juara, roubam e estupram moradora. PM Prendeu dois suspeitos.

A polícia militar de Juara prendeu na manhã desse domingo,18, dois suspeitos de terem invadido e estuprado uma moça numa chácara próxima da zona urbana em Juara. A reportagem da Rádio Tucunaré e Site Acesse Noticias esteve no 21º Batalhão da Polícia Militar e com a permissão da PM fotografou os acusados do crime, que não tiveram seus nomes revelados, assim como o da vítima. O fato aconteceu na madrugada de sábado (17) para domingo, dia 18.

Em entrevista exclusiva a nossa reportagem, o sargento Ribeiro narrou que a vítima mora sozinha na chácara e sabendo disso, os meliantes aproveitaram da situação e adentraram em sua residência no momento em que ela não estava na casa, quando a vítima retornou, foi surpreendida pelos dois criminosos que estavam dentro do seu quarto e foi aí que começou o momento de terror.

"Eles abordaram ela com uma faca de cozinha e a forçou a manter relações sexuais com ambos os meliantes e, depois subtraíram vários objetos, tais como celulares, joias, perfumes, meias, entre outras coisas”, disse o sargento.

O sargento Ribeiro afirmou que a prisão dos acusados na manhã desse domingo foi possível porque durante o crime, um dos criminosos falou o nome do outro e a vítima escutou e denunciou para os policiais que durante rondas pela cidade localizou cada um dos envolvidos em suas respectivas casas.

Um deles trabalha em uma fazenda e outros é suspeito de estar envolvido em um homicídio em frente a antiga construção do prédio da câmara de vereadores.

A divulgação das imagens deles, pode contribuir para que outras vítimas identifiquem possíveis outros casos semelhantes praticados supostamente por eles.

A vítima foi para o hospital passar por exames médicos e os meliantes foram encaminhados para a delegacia de polícia judiciária civil onde ficarão à disposição da justiça.

***Os presos devem ser tratados como suspeitos e, portanto, a lei preconiza que são inocentes, até que se prove o contrário. Recomendamos cautela ao leitor, para evitar julgamentos precipitados até o pronunciamento final da justiça.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo