Juara (MT), 26 de maio de 2019 - 07:40

? ºC Juara - MT

Mundo

13/05/2019 05:54 R7

Homens armados atacam hotel no Paquistão e deixam um morto

Uma pessoa morreu durante o ataque cometido neste sábado por pelo menos três homens armados a um hotel de luxo situado na conflituosa província do Baluchistão, no Paquistão, de acordo com o Escritório de Informação do Exército (ISPR).

O ISPR informou em comunicado que a vítima mortal é um guarda do hotel que tentou deter os três "terroristas" responsáveis pelo ataque.

O ataque ao hotel Pearl Continental, situado na cidade litorânea de Gwadar, começou por volta das 16h45 local (8h45, em Brasília), disse à Agência Efe um oficial da polícia do distrito, Nasir Ali. 

"Os terroristas abriram fogo contra o guarda de segurança do Pearl Continental, que morreu", precisou a fonte.

Os residentes deste hotel de cinco estrelas "foram evacuados a um lugar seguro" e as forças de segurança isolaram a zona, indicou o ISPR, antes de acrescentar que "os terroristas foram rodeados pelas forças de segurança em uma escada que conduz ao último andar".

Um grupo denominado Exército de Libertação Baluchi, que procura a independência do Baluchistão, reivindicou a autoria do ataque no Twitter, em uma conta aberta em abril foram postadas desde então apenas sete mensagens.

"Nossos combatentes fizeram este ataque contra os chineses e outros investidores internacionais que estavam no hotel PC (Pearl Continental)", afirmou o grupo.

Em uma nova mensagem, o Exército de Libertação Baluchi compartilhou uma fotografia com os supostos agressores, na qual é possível ver quatro homens armados, vestidos com roupas militares e com a bandeira vermelha, verde e azul do grupo.

Esse mesmo grupo insurgente já reivindicou em novembro do ano passado um ataque contra um consulado chinês na cidade portuária de Karachi, no sul do Paquistão, que terminou com a morte dos três agressores.

A China conta com uma grande presença no território paquistanês devido ao projeto Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC), um multimilionário projeto de infraestruturas financiado por Pequim com um investimento de US$ 60 bilhões.

O CPEC, iniciado em 2015, financia a construção de uma rota comercial que conectará a província noroeste chinesa de Xinjiang com o porto paquistanês de Gwadar, onde está localizado o hotel atacado neste sábado.

Baluchistão, a província mais extensa e menos povoada do país asiático, é palco de ataques frequentes de grupos separatistas, assim como de grupos armados islamitas e redes mafiosas que operam em todo o país, o que a transforma em uma das mais instáveis e inseguras do país.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo