Juara (MT), 23 de setembro de 2019 - 09:21

? ºC Juara - MT

Juara

11/09/2019 14:56 Acesse Noticias

Juiz converte flagrante de sequestradores de família de gerente da cooperativa Sicoob de Juara em prisão preventiva

Gilberth Gonçalves Feitosa foi preso pelos policiais do 21º Batalhão e no dia 05 de setembro em ininterrupta perseguição após o crime de sequestro mediante extorsão. Ele foi capturado e conduzido para a delegacia de Policia Civil de Juara e foi autuado em flagrante delito pelo delegado Carlos Henrique Engelmann.

Da mesma forma, Edmundo Souza dos Santos que também foi preso no dia 08 e autuado em flagrante pela autoridade policial. Após as oitivas e conclusão do auto de flagrante eles foram apresentados ao juízo da comarca que homologou a prisão em flagrante dos acusados bem como converteu em prisão preventiva.

De acordo com a decisão judicial há prova suficiente da materialidade e indícios de autoria delitiva de ambos, além do clamor público e garantia da ordem publica diante da gravidade do crime ocorrido e o modus operandi dos criminosos.

Consta dos autos que o Gilberth e Edmundo foram presos em flagrante em dias diferentes, após incessante perseguição policial, pelo suposto envolvimento no crime de extorsão mediante sequestro.

Gilberth e Edmundo disseram em depoimento que o delito foi previamente engendrado por Luiz Henrique Moraes (vulgo Brow, morto no confronto com a polícia), ele foi quem coordenou a intento criminoso e “trouxe” os demais envolvidos. De acordo com os criminosos, o gerente da cooperativa Sicoob vinha sendo monitorado pelos envolvidos desde o mês agosto, bem como ficou, juntamente com a sua família, sob o poder e ameaças dos criminosos desde o dia 02/09/2019 até o dia 03/09/2019, após a efetiva liberação e entrega do dinheiro almejado. Dois dos envolvidos levaram a esposa e o(a) filho(a) do referido gerente para o matagal e lá os mantiveram como reféns.

Observa-se, também, que no dia 03/09/2019 enquanto Renato (gerente da cooperativa) seguia as orientações que lhe eram feitas, dois dos envolvidos levaram a esposa e o(a) filho(a) do referido gerente para o matagal e lá os mantiveram como reféns. Verificou-se, também, que um dos reféns, filho(a) do casal, é de tenra idade, eis que consta nos depoimentos que se trata de um bebê, fato que causa maior reprovabilidade à conduta dos flagrados.

Após a audiência de custódia os criminosos foram levados a cadeia publica de Juara onde ficarão a disposição do Juízo da comarca de Juara.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo