Juara (MT), 25 de agosto de 2019 - 16:05

? ºC Juara - MT

Estaduais

15/07/2019 08:03 Folha Max

Projeto da cota zero para pesca em MT ganha apoio na internet

O projeto de lei do governo do Estado que trata sobre a pesca e que pretende proibir o transporte, armazenamento e comercialização de peixe pescado em rios de Mato Grosso, por um prazo de 5 anos, tem gerado discussão em diversos setores. Para demostrar que a proposta tem captado apoiadores, Mauro Mendes (DEM) apelou para empresários do setor turístico e apresentadores de programas de pesca esportiva. O governador tem publicado em suas redes sociais uma série de depoimentos de representantes dos segmentos, destacando a ação como um ponto positivo para o Estado.

Chamado de Cota Zero, o projeto trata da Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca e regulamenta as atividades pesqueiras e está em tramitação na Assembleia Legislativa. Além de reforçar a proibição durante a Piracema e com itens como explosivos, ceva fixa, substâncias tóxicas e outros métodos depredatórios, o PL 668/2019 traz mudanças como a proibição de que pescadores amadores - desde que registrados e com carteira de pescador - levem peixes para casa, podendo apenas praticar a modalidade "pesque e solte".

O empresário Julivan Trindade, dono de uma pousada instalada às margens do rio Manso, é um dos que se manifestaram. 

“A gente emprega 20 pessoas diretamente, fora os empregos indiretos. 99,9% dos produtos comercializados dentro da nossa pousada saem do próprio Estado. Investimos na região e estamos preocupados, porque a cultura de matar o peixe está acabando as espécies do rio. Nossos hóspedes não estão querendo mais vir, preferem a Argentina, porque lá existe preservação”. E faz um apelo: “O melhor para nós é protegermos os rios”.

Fausto Eduardo apresentador do Programa Caminhos do Brasil, um dos principais programas sobre pesca esportiva do país, também deu sua opinião. 

“Eu sou a favor da cota zero para todos os rios de Mato Grosso. Se você preservar agora, com certeza as futuras gerações terão esse mesmo privilégio de fazer a sua pescaria. Vamos preservar!”, alerta. 

Outra publicação foi a de Kid Ocelos, apresentador programa Na Pegada do Fly, produção do canal Fish TV. “Estou dando a maior força para a Federação de Pesca Esportiva de Mato Grosso com relação à cota zero das espécies nativas. Isso é muito importante para a preservação do meio ambiente. Fique esperto nessa e pratique o pesque e solte!”. 

Na terça-feira (9), o projeto ganhou novos defensores. O apresentador Jango, do programa Pesca e Aventura com Jango, destacou o empenho do governador na luta pela preservação. “Este projeto vai fazer a diferença. Os peixes vão continuar nos rios. Vamos apoiar a proposta, que é maravilhosa”. 

O proprietário de embarcações Cairo Bernardino ressaltou que atua no setor de pesca esportiva e amadora há mais de 12 anos no Pantanal e faz parte de órgãos e associações que defendem a pesca esportiva e a preservação do meio ambiente. “Sou totalmente a favor do pesque e solte e da proibição do transporte dos nossos peixes”, afirmou.

Outro empresário do ramo hoteleiro Clodomir Seulato, que atua na região de Cáceres, demostrou ser favorável à implementação. “Apoio o cota zero, para o transporte zero do pescado de Mato Grosso”.

Por fim, a publicação de Mendes destaca que a proposta é de proibir o transporte e a comercialização, permitindo a pesca esportiva, amadora e consumo do peixe na beira do rio. “O que não pode é transportar e comercializar”, frisa.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo