Juara (MT), 13 de dezembro de 2018 - 11:22

? ºC Juara - MT

Juara

13/11/2018 09:45 Rádio Tucunaré/Acesse Notícias

Relatório do Conselho Tutelar de Juara aponta os Conflitos familiares com o maior índice entre as ocorrências

 

O Conselho Tutelar de Juara divulgou o relatório estatístico dos casos atendidos no período do mês de AGOSTO/2018 . LEIA AQUI  

O trabalho do Conselho Tutelar e também das igrejas e Clubes de serviço de tentar mudar esse quadro é essencial para evitar as consequências sociais do que isso representa.

 Alguns números chamaram a atenção da reportagem da Rádio Tucunaré/site Acesse Notícias. De acordo com o relatório 150 casos de conflito familiar foram registrados pelo Conselho.

Outro número se refere à negligência familiar dos Pais para com os menores, com 107 ocorrências. 

O trabalho de aconselhamento orientação e apoio à família realizado pelo conselho tutelar foram ministrados a 190 famílias de Juara. 

Por outro lado nenhuma ocorrência foi registrada para casos: de abandono, de adolescente grávida, desaparecimento de criança e adolescente, evasão escolar, exploração de trabalho infantil, pedofilia, rapto consensual, suicídio ou tentativa de estupro, entre outros .

Entre as crianças e adolescentes atendidas, as de sexo masculino, entre 0 e 7 anos (46) aparecem em mais que o dobro do que as meninas (27), mas nas faixa etária entre 12 a 16  e 16 a 18 anos é que o sexo feminino ultrapassa as ocorrências dos adolescentes masculinos. 

Os conflitos familiares tem dado causa aos distúrbios de comportamento em crianças e adolescentes que levam para a escola e para o ambiente onde vivem um comportamento anti social, dando atos infracionais. 

Consequências dos conflitos familiares 

As drogas têm sido uma forma de fuga da juventude de nossos dias, através das quais, grande parte busca esquecer ou confrontar seus problemas que, de uma ou outra forma, tiveram origem em um lar.(Os problemas familiares que não são resolvidos em casa causam o efeito cascata na maioria dos jovens.

Um estudo divulgado pelo The National Institutes  oh healt, Education & Behavior. Bruce Simons-Morton, um dos autores do estudo, disse que as companhias exercem a mais poderosa influência sobre os jovens com relação aos vícios. “Nas sexta, sétima ou oitava séries, os jovens têm nove vezes mais chance de fumar e cinco vezes mais chance de beber se tem dois ou mais amigos com esses hábitos” afirmou Simons-Morton, que estuda há anos questões sobre juventude e saúde.

O estudo também descobriu que a simples associação com fumantes ou pessoas que bebem exerce uma influência ainda mais forte do que se alguém oferece cigarro ou bebida para um adolescente. Os resultados do estudo estão baseados em dados coletados por uma investigação confidencial sobre fumo e bebida, realizado com 4,2 mil adolescentes de sexta e sétima séries.

Os autores do estudo disseram que os pais podem fazer várias coisas  para reduzir tais coisas para reduzir tal risco. É importante que os pais estejam envolvidos na vida de seus filhos, conhecer seus problemas, respeitar suas opiniões e ouvir suas idéias. (Gazeta do Povo 25 de Janeiro).

 


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo